1987 – parte II

Muito se diz que o regulamento foi alterado e imposto pela CBF, à revelia do Clube do 13. Engano dos que assim pensam.

Sabe-se que Eurico Miranda compareceu à reunião onde houve a alteração do regulamento para que ocorresse o cruzamento final entre os módulos. Eurico Miranda compareceu como representante do Clube dos 13 e munido de procuração que lhe dava todos os poderes de decisão naquela reunião.

Preocupado com o não reconhecimento da Copa União pela CBF e com as consequências perante a FIFA, Eurico Miranda assinou a alteração do regulamento em nome do Clube dos 13. Após este episódio, foi chamado de traidor pelos representantes dos outros 12 clubes que compunham a associação.

“Não tem no meu dicionário a palavra traição. Tem que assumir as coisas. Se eles não são de assumir, problema deles. Íamos disputar uma competição pirata, que a CBF não reconhecia. E a competição sendo pirata, não poderia ser realizada. A Fifa só reconhece sua associação nacional e se ela não reconhece seu torneio nacional, não tem como”, explicou Eurico.
fonte: http://www.supervasco.com/noticias/eurico-miranda-nega-ter-traido-clube-dos-13-em-1987-2243.html

Durante todo o campeonato, o Clube dos 13 manteve sua postura contrária ao cruzamento dos módulos verde e amarelo tentando até mesmo a justiça para desfazer esta alteração, mas sem sucesso, pois os documentos eram legítimos. Ao término da primeira fase e ao contrário do que dizem, a decisão de não comparecer aos jogos por parte de Inter e Flamengo, não aconteceu às vésperas dos jogos, mas sim já era uma decisão tomada há muito tempo.

Tanto Inter como o Flamengo compreendiam os riscos e ao manter esta postura assumiram as penas que se comprovaram com a decisão da Justiça em reconhecer o Sport Clube do Recife como legítimo e único campeão Brasileiro de 1987.

Portanto se hoje ocorre da mídia considerar o Flamengo o campeão Brasileiro de 1987, se deve única e exclusivamente pela Rede Globo ter patrocinado a Copa União e ainda mesmo após 22 anos, seria inviável reconhecer o Sport o legítimo campeão daquele ano.

Assim sendo, o Sport Clube do Recife é oficialmente o Campeão Brasileiro de 1987 não cabendo mais recurso:

Cópia do acórdão: http://www.trf5.gov.br/archive/1997/04/199405000372353_19970424.pdf

Link para talvez o mais completo e imparcial vídeo sobre o caso:

Todos sabem que para os flamenguistas, simpatizantes e mídia em geral, o Flamengo é o campeão Brasileiro de 1987. Sebem também que para os nordestinos, o Sport é o campeão Brasileiro de 1987.

Analisando com imparcialidade, devemos avaliar os seguintes pontos:

1º) A Copa União não seria reconhecida como um campeonato oficial sem o aval da CBF;
2º) A CBF deu o aval à Copa União após entrar em acordo com o Clube dos 13 e estes aceitarem as exigências da mesma;
3º) Eurico Miranda era o representante legal do Clube dos 13 munido de procuração que lhe dava total poder de decisão na reunião onde este assinou a alteração no regulamento aceitando o cruzamento entre os campeões dos módulos;
4º) O Flamengo e o Inter poderiam ter evitado toda esta polêmica se tivessem disputado o quadrangular final contra Sport e Guarani que eram teoricamente muito inferiores tecnicamente;
5º) Com base em documentos, a Justiça reconheceu o Sport como legítimo campeão Brasileiro de 1987.

Com base nestes fatos, não há como negar que o Sport Clube do Recife é o legítimo e indicutível Campeão Brasileiro de 1987.

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s